Blog

5 dicas para melhorar o relacionamento entre condôminos
By in

5 dicas para melhorar o relacionamento entre condôminos

Fazer a gestão de relacionamento dos condôminos deve ser uma das tarefas mais difíceis de um síndico. Em qualquer condomínio existem diferentes pessoas, com diferentes personalidades e que acabarão tendo divergências. E sempre vai sobrar para o síndico resolver estes problemas.

Não adianta fugir e nem se esconder, como qualquer outro trabalho, esse também tem as suas dificuldades. Basta saber como lidar com elas e se sair da melhor maneira possível.

Mas a primeira dica é a seguinte: sempre exale paciência. Trabalhar como mediador de conflitos faz parte do serviço e as pessoas esperam isso de qualquer um que esteja no cargo. Portanto, é preciso estar sempre atento aos problemas e pronto para resolvê-los.

Agora, se você não consegue exercer a sua função e está procurando ajuda para isso, você veio ao lugar certo. Escolhemos o tema para o blogpost da semana porque sabemos que não são poucos os administradores de condomínios que sofrem com a gestão de relacionamento.

Então, se você é síndico e tem a mesma dificuldade, fique atento. Preparamos cinco dicas para você usar no seu dia a dia que te ajudarão na hora de resolver os conflitos.

 

1ª Dica: Tome a liderança e pressione os inadimplentes

Desde 2003 quando entrou em vigor o novo Código Civil, todos os síndicos perderam uma de suas mais importantes armas no combate a inadimplência, o teto das multas de quem não paga o condomínio.

Até aquela época os números eram de até 20% os valores do condomínio, algo que pressionava, e muito, os moradores. No entanto, com a mudança, os valores diminuíram drasticamente e hoje essa taxa é de apenas 2%. Isso fez com que as pessoas criassem uma falta de preocupação na hora de pagar o condomínio. Por isso, a classe de inadimplentes condominiais cresceu muito.

Isso começou a gerar muitos conflitos entre condôminos que pagam as contas e os que não. E no final sobrou para quem resolver? Exatamente, o síndico. No entanto, muitos não sabem quais atitudes tomar referente a essa situação.

Se a gente pode te dizer uma coisa é: bata no peito e tome as rédeas da situação. Mesmo com as mudanças, a administração ainda pode protestar as contas em cartório e incluir o nome dos inadimplentes em listas sujas dos serviços de análise ao crédito (SPC e Serasa).

Não deixe que a situação chegue aos outros condôminos, pode ter certeza que isso irá gerar muitos problemas. Então, aborde o morador que não tem quitado as despesas e converse com ele sobre o assunto. Tente entender o lado dele e faça ele entender o seu.

2ª Dica: Não crie amizades com os condôminos

Evidentemente que não criar amizades no condomínio é muito mais complicado. Estar no dia a dia das pessoas dificulta um distanciamento, mas criar essa proximidade é muito ruim para o seu discernimento na hora de lidar com os problemas. Isso faz com que você se torne parcial.

A imparcialidade é fundamental para que as situações sejam resolvidas. A tendência é que você não tenha o mesmo discernimento das situações quando está mais próximo de alguém, além de não ter uma visão geral dos dois lados.

Por isso, é importante que você mantenha distância ao máximo das pessoas. Vá as reuniões, converse fora delas, mas apenas sobre assuntos relacionados ao condomínio. Outros temas não devem ser abordados nem dentro e nem fora do ambiente de trabalho.

No entanto, não faça isso de uma forma grossa ou seca. Isso pode causar um problema pessoal com algum dos moradores. Então, mantenha a educação e o bom humor, mas sempre com um certo cuidado.

3ª Dica: Para evitar problemas por causa das crianças, busque a criatividade

Mas antes mesmo de ser criativo, crie áreas comuns de lazer. Muitas vezes as crianças atrapalham por não ter onde brincar. Gritarias, escândalos e problemas que podem muito bem ser evitados com segurança.

Criar uma área de lazer dentro do condomínio é uma das melhores saídas. Além de proporcionar algo para as crianças fazerem, deixa os pais muito mais seguros por seus filhos estarem próximos.

Agora, se isso não resolver e os pequenos continuarem sendo uma questão nas reuniões, é preciso recorrer a criatividade. Encontre salas que estão sem uso e equipe elas com jogos e até um home theater para exibir filmes.

Além disso, algo que é muito feito em hotéis e que pode ser usado nessas situações é criar um cronograma de atividades. Separar brincadeiras diferentes para as crianças e fazer com que elas gastem seu tempo com isso

Grupo de WhatsApp no condomínio é uma forma eficaz para comunicação?
By in

Grupo de WhatsApp no condomínio é uma forma eficaz para comunicação?

Woman showing a WhatsApp Messenger icon

Sendo ele o maior aplicativo de comunicação do mundo, o WhatsApp conta com mais de 120 milhões de usuários, apenas no Brasil (dados: 2021).

Assim, sua funcionalidade inicialmente era basicamente oferecer um serviço prático de comunicação instantânea por mensagens diretas, fotos, vídeos e áudios, a partir de uma conexão com a internet dos usuários e cadastros na plataforma.

Mas, posteriormente trouxe funcionalidades de chamada de voz, chamada de vídeo, gifs, acesso pela web, figurinhas, gifs, entre outros.

Com isso, é comum que existam grupos de cadastrados para as mais variadas funções e necessidades, inclusive para condomínios.

Como funciona o grupo de WhatsApp para condôminos?

Em relação ao condomínio, muitos procuram organizar um grupo de WhatsApp, tanto para moradores estabelecerem informações, recados, e organizar cada apartamento, tanto para os funcionários, síndicos, administradores, entre outros.

No entanto, por sua facilidade de acesso, praticidade na comunicação e inúmeras funções gratuitas, o WhatsApp tornou-se aliado desses indivíduos.

Normalmente, o grupo de WhatsApp funciona por cada prédio, com todos os moradores dos apartamentos ou em um grupo também apenas para o condomínio todo.

A partir daí, iniciam-se recados, informações e demais comunicações de interesse mútuo.

Como fazer regimento interno de condomínio?
By in

Como fazer regimento interno de condomínio?

É de comum responsabilidade que todo condomínio esteja ciente de suas obrigações e deveres, tanto em relação à legislação, quanto em relação aos direitos e deveres de seus residentes; para isso, devem possuir um regimento interno de condomínio.

Antes de explicar tudo sobre como funciona o regimento interno de condomínio, como fazer, sua importância para o bom convívio dos moradores, funcionários e também visitantes, e o mesmo como uma forma de organização do espaço de comum uso entre os condôminos, saiba exatamente o que é o denominado “regimento interno de condomínio”.